Passeio a Tomar, Batalha e Alcobaça

por pessoa 99
  • Início no Hotel
  • Ingressos Incluídos
  • Cancele Grátis
  • Grupo Pequeno

Descubra Tomar, Batalha e Alcobaça num passeio saindo Lisboa com guia.

Faça uma visita guiada ao interior dos mosteiros mais emblemáticos de Portugal.

Seja seduzido pelos mistérios dos Templários no Convento de Cristo, em Tomar.

Encontre um estilo gótico português impressionante no Mosteiro da Batalha e visite uma obra-prima do gótico cisterciense, o Mosteiro de Alcobaça.


Reservar

Horário

Sábados 8.30 - 17.30

Preço
Adulto (min 2 pessoas)99€
Jovem (idade 6-17)89€
  • Ingressos Mosteiros Tomar + Batalha + Alcobaça
  • Guia dentro Mosteiros Tomar + Batalha + Alcobaça
  • Guia Profissional em português
  • Transporte com Ar Condicionado
  • Água Engarrafada
  • Wi-fi
  • Almoço

Itinerário do Passeio a Tomar, Batalha e Alcobaça Tour

Início no hotel
Convento de Cristo (Tomar)
Mosteiro da Batalha
Almoço (tempo livre)
Mosteiro de Alcobaça
Fim no hotel

Passeio Tomar, Batalha e Alcobaça a partir de Lisboa

O seu passeio aos três mosteiros Património Mundial começa em Lisboa, no seu hotel. Neste itinerário único, disfrutará de visitas guiadas dentro do Convento de Cristo (Tomar), Mosteiro da Batalha e Mosteiro de Alcobaça.

Enquanto ruma a norte (viagem de 1:30hr), conheça o mundo dos Cavaleiros Templários. Ao chegar a Tomar, será guiado pelo Convento de Cristo, fundado pelos Templários no século XII e Património Mundial desde 1983.

Seguiremos depois para a vila da Batalha e, após parar uma hora para almoço (não incluído), visitamos o Mosteiro da Batalha, século XIV, declarado Património Mundial pela UNESCO em 1983. Aí, um estilo gótico tardio português, muito original, evoluiu sob influência do estilo manuelino.

De seguida, visitamos o Mosteiro de Alcobaça, fundado no século XII. O tamanho, a pureza do estilo arquitectónico, a beleza dos materiais e o cuidado na construção fazem do Mosteiro de Alcobaça uma obra-prima do gótico cisterciense, Património Mundial desde 1989.

O tour aos mosteiros termina com o regresso ao seu hotel, em Lisboa.

Convento de Cristo em Tomar | Passeio Mosteiros

Complexo arquitectónico localizado na cidade de Tomar, Portugal, que inclui vários edifícios, destacando-se a Charola Templária, o claustro renascentista e a janela manuelina. A maior área monumental de Portugal, com mais de 54.000m2, está classificada como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO desde 1983.

Construído por alguns dos arquitectos mais importantes que trabalhavam em Portugal, a construção levou séculos e está ligada aos primeiros tempos do reino de Portugal e ao papel da Ordem Templária, os lendários cavaleiros que defendiam a fé com a espada. Fundada em 1118, na Palestina, os Templários foram a primeira ordem militar da história.

O Convento de Cristo ainda guarda memórias desses cavaleiros-monges. Monumento único da sua presença na Península Ibérica, o castelo templário é uma obra vanguardista da arquitectura militar medieval. A arquitectura da famosa Charola, com uma planta octogonal centrada, é inspirada nos templos de Jerusalém.

Quarenta e cinco anos após a extinção da Ordem dos Templários, consequência da sua perseguição pelo rei francês Filipe IV O Belo, o castelo tornou-se na sede da Ordem de Cristo, criada em seu lugar, em Portugal.

Em 1420, o Infante D. Henrique é nomeado governador e administrador da Ordem de Cristo. A ordem foi reconfigurada, sem distorcer o seu espírito original de cavalaria e cruzada, mas caminhando em direcção a um novo objetivo, a expansão marítima, que a própria ordem financiou. Os cavaleiros tornaram-se navegadores e muitos navegadores tornaram-se cavaleiros da Ordem de Cristo. E é por isso que as caravelas levavam a Cruz da Ordem de Cristo nas velas.

Com o rei D. Manuel I (1495 e 1521), detentor de um imenso poder espalhado por todo o mundo, o convento recebeu importantes obras de expansão e melhoria. Uma nova linguagem decorativa, o estilo manuelino, foi introduzido, celebrando os descobrimentos marítimos portugueses, a mística da Ordem de Cristo e da Coroa, numa grande manifestação de poder e fé. A Janela do Capítulo, enigmática e profundamente simbólica, é o seu maior exemplo.

Mosteiro da Batalha
Passeio Mosteiros a partir de Lisboa

Património Mundial desde 1983, o Mosteiro de Santa Maria da Vitória, mais conhecido como Mosteiro da Batalha, é uma obra-prima do gótico português. Construído ao longo de dois séculos (1386 a 1563), durante o reinado de sete reis, necessitou de uma grande equipa de mestres pedreiros de alto nível, nacionais e estrangeiros. Foi aqui que o estilo manuelino deu os primeiros passos.

Localizado na vila da Batalha, o imponente mosteiro dominicano destaca-se pela sua monumentalidade e o exterior em pedra rendilhada. Foi um projeto para legitimar uma nova dinastia, a Dinastia de Avis, daí a dimensão do empreendimento, sinal de poder real e autonomia do reino.

Ordenado construir em 1386, pelo rei D. João I, é o resultado do agradecimento à Virgem Maria pela vitória contra os castelhanos na Batalha de Aljubarrota. Evento decisivo para a consolidação da nação portuguesa, a batalha ocorreu em 14 de Agosto, 1385, véspera do Dia da Assunção da Nossa Senhora.

A vitória terminou com uma crise dinástica que começou em 1383, quando o rei D. Fernando I morreu, cuja única filha era casada com o rei de Castela, pretendente ao trono de Portugal.

Durante a sua história, três eventos dramáticos afectaram profundamente o mosteiro - o Grande Terramoto de 1755, a Terceira Invasão Francesa (1810) e a extinção de ordens religiosas em Portugal (1834). Actualmente, o complexo inclui não só uma igreja, mas também dois claustros (ambos com divisões anexas) e dois panteões reais - a Capela do Fundador e as Capelas Imperfeitas.

Mosteiro de Alcobaça | Tour Mosteiros saindo Lisboa

Classificado como Património Mundial pela UNESCO em 1989, a Abadia de Santa Maria de Alcobaça, casa principal da Ordem de Cister em Portugal, é a primeira obra totalmente gótica construída em Portugal. Inspirando-se na Abadia de Claraval (em França), a sua sede, o Mosteiro de Alcobaça destaca-se pela pureza do estilo arquitectónico e tamanho, graças a uma política de protecção real contínua.

Tudo começou com uma doação das terras de Alcobaça a Bernardo de Claraval (mais tarde São Bernardo) e à Ordem de Cister pelo primeiro rei de Portugal, Afonso Henriques. A construção começou em 1178 (habitado desde 1222) e foi construído num estilo gótico primitivo.

A arquitectura da igreja é um espelho da regra beneditina em busca da modéstia, isolamento do mundo e serviço a Deus. Os religiosos cistercienses, conhecidos como monges brancos, viviam do seu trabalho e não acumulavam riqueza. Os primeiros monges em Alcobaça tiveram uma notável acção civilizadora de assistência e caridade através da botica e distribuição de pão e esmola na entrada.

O mosteiro também alberga os túmulos do rei D. Pedro I (1320-1367) e Inês de Castro (1320-1355), a maior história de amor da História de Portugal. Datados do século XIV, e considerados obras mestras da escultura tumular europeia, os túmulos dos dois amantes dão grande significado e esplendor à igreja, pés com pés, para que possam encontrar-se no dia da ressurreição.

Perguntas Frequentes sobre o Passeio a Tomar, Batalha e Alcobaça

Quantas pessoas tem o passeio a Tomar, Batalha, Alcobaça?

O passeio aos Mosteiros saindo Lisboa é um tour em grupo pequeno. É compartilhado por até 7 pessoas mais o guia.

Que ingressos estão incluídos no passeio aos Mosteiros saindo Lisboa?

O passeio aos Mosteiros saindo de Lisboa inclui ingressos e guia para:
  • Convento de Cristo (Tomar)
  • Mosteiro da Batalha
  • Mosteiro de Alcobaça

Qual é a política de cancelamento do passeio aos Mosteiros?

Política de cancelamento do passeio a Tomar, Batalha e Alcobaça: Reembolso total para cancelamentos até 24 horas antes do início do passeio.